Inadimplência volta a crescer em outubro

inadimplencia-cheque-1


A mudança no perfil de queda dos índices expõe uma questão de grande importância: o consumidor tem tido problemas em pagar a dívida dentro dos prazos, mesmo frente ao quadro bastante favorável de aumento de renda das classes mais baixas, queda de taxas de desemprego e juros em queda.
Datas comemorativas que representam alto consumo, como o Dia das Crianças, e fatores como os três dias úteis em outubro a mais do que em setembro certamente tiveram impacto no levantamento, com uma ampliação de cadastros negativos no Serasa, a partir de protestos e de devolução de cheques sem fundos em mais de uma ocasião.
Em comparação com mesmo período do ano passado, houve aumento de mais de 15%. Se observarmos o acumulado do mesmo período de 2011 e compararmos com 2012, o índice é de 15,3%.
Apesar dos números um pouco alarmantes em relação à inadimplência, há claramente um esforço da população em renegociar a dívida de datas como o Dia dos Pais e do próprio Dia das Crianças, o que mostra uma população mais consciente de seus deveres como consumidores.
Para que você não faça parte do grupo crescente de consumidores inadimplentes, é importante pensar muito bem antes de consumir e de ampliar seus débitos de forma descontrolada. Projetar de forma madura um orçamento doméstico é o caminho mais eficiente e preciso para que você possa administrar melhor sua receita mensal e criar uma reserva que poderá ser utilizada para diversas finalidades, entre as quais, a quitação de pendências financeiras. Fuja da inadimplência!]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *