Passo #1 da independência financeira: Organize as receitas e despesas

campanha0709-post1-blog

banner-GB
Os 7 passos para a #IndependênciaFinanceira começam com uma dica que parece simples, mas que é essencial: a organização das contas e gastos em uma planilha. Você sabia que muitos brasileiros superestimam o salário em 8%? Ao pensar na renda, a maioria se lembra do salário bruto e não tem ideia de quanto é descontado de imposto e encargos todos os meses.
Se com a renda já temos uma ideia errônea de quanto ganhamos, o que dirá dos gastos? Não saber quanto se gasta por mês implica, invariavelmente, em descontrole financeiro, uma vez que a despesa pode superar o ganho e assim fazer com que a conta fique no vermelho. As consequências não param por aí. Para cerca de 55 milhões de pessoas (quase um em cada quatro brasileiros), essa conta não anda fechando e o resultado foi a inadimplência.

Para equilibrar os dois lados dessa balança e atingir a independência financeira, a saída é fazer uma planilha. Na busca pela independência financeira, você pode optar por três tipos de planilha:
1. Caderno: este é o jeito mais tradicional de anotar as despesas e receitas e também mais trabalhoso. Todas as somas de despesas que você deve fazer ficam por sua conta. Outro ponto importante é que você sempre deve ter em mãos os canhotos das compras e anotações para quando chegar em casa passar tudo para esta planilha no caderno. 

Independência Financeira

Fonte: SPC Brasil e CNDL/Infogram

2. Excel, Google Docs e aplicativos manuais: fazer um processo parecido com o de cima, só que anotando tudo no Excel, numa planilha do Google Docs ou num aplicativo manual, já facilita parte do seu trabalho. Neste método, você consegue inserir fórmulas para agrupar os gastos, fazer somas por categorias de despesa e até subtrair o valor da renda para saber quanto sobrou no fim do mês. Ainda assim, tanto neste tipo de planilha como na do caderno, a frequência das anotações é primordial. Não deixe para anotar tudo no fim do mês porque você vai acumular muitos gastos e a probabilidade de se esquecer de algum deles aumenta.
3. Aplicativos automáticos: a terceira opção, que no exterior é oferecida por empresas como Mint e 22seven, no Brasil atualmente é disponível apenas pelo GuiaBolso. Os aplicativos automáticos se conectam diretamente com a sua conta bancária (ou contas, se tiver mais de uma). E por que isso te ajuda? Tais ferramentas puxam todas as movimentações da conta, sejam elas depósitos ou pagamentos e saques, conseguem identificar os gastos e já os colocam em alguma categoria. Por exemplo: Se você gastou R$ 15 no almoço, o aplicativo entende que é um gasto de restaurante e o coloca nesta categoria. Conforme haja outras despesas você consegue visualizar qual o porcentual da renda gastou em cada categoria. Não é demais?
Seja qual for a forma de anotar as receitas e despesas, você precisa se atentar a alguns pontos. Em primeiro lugar, coloque a atualização da planilha na sua rotina para que ela esteja sempre correta e para que nenhum gasto seja esquecido. Isso claro, se optar pela planilha manual (no caderno ou Excel). Outro ponto importante nas planilhas manuais é montá-las separando os gastos por categorias. Ou seja, você cria no Excel uma coluna com a categoria “moradia”, por exemplo, e ali anota as contas de água, luz, internet, entre outros. Por último, pense no longo prazo e faça uma planilha de 12 meses. Assim, se você tiver R$ 100 da parcela do cartão de crédito para pagar no mês seguinte, pode jogar esse gasto previsto para o mês correto e se planejar previamente para pagá-lo.
Com todas estas dicas e sugestões ficará fácil seguir o próximo passo da independência financeira. Curioso para saber qual é? Confira o passo #2 amanhã. E se tiver alguma experiência com planilhas, sugestões ou mesmo quiser contar como está sendo seguir os 7 passos para a #IndependênciaFinanceira deixe seu comentário abaixo ou no nosso Facebook.
campanha  passo2  passo3
passo4  passo5  passo6
passo7
banner-GB-2
Leia também:
– Compare 6 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?
]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *