Passos para avaliar se você realmente, precisa de empréstimo

Young couple meeting financial consultant for credit loan

Young couple meeting financial consultant for credit loan

Então, você está no vermelho. As contas não estão fechando e as notas parecem que fugiram da sua carteira.

Sem dúvida, você está em um momento que exige muita dedicação e planejamento. Porém, ao sair de casa, você se depara com uma ampla oferta de dinheiro fácil e fica tentado em entrar na primeira financeira e sair de lá com a quantia que precisa rapidamente. Parece tentador, não é mesmo?

Mas será que o empréstimo é a melhor solução para você ter suas contas em dia novamente? Confira os passos a seguir para avaliar se pedir um empréstimo é mesmo a melhor alternativa para o seu caso:

 

Por que você precisa do dinheiro?

As pessoas cogitam pedir empréstimo pelos mais diversos motivos: para pagar uma despesa inesperada, como o conserto do carro ou uma conta médica; para ajudar em um mês em que as contas não fecham ou até mesmo para financiar uma viagem de férias.

O primeiro passo para avaliar se você realmente precisa de um empréstimo é refletir sobre o motivo. Despesas inesperadas – que você não tem capital suficiente para cobrir – podem ser uma razão para buscar um empréstimo. Já uma viagem de férias, por exemplo, não é uma urgência. É melhor adiar, começar a juntar dinheiro e só viajar quando tiver recursos próprios suficientes para isso. Não tem diversão que compense os juros que você irá pagar!

 

Você tem alguma opção para conseguir dinheiro extra?

Em determinadas situações é mais vantajoso se desfazer de um bem, como um carro, joias e até mesmo um apartamento para saldar uma dívida do que entrar em uma outra, adquirindo um empréstimo.  É melhor vender algo, saldar os seus débitos e continuar no azul do que manter o bem.

 

Está com dívidas? Analise se vale a pena trocá-las pelo empréstimo novo

Para pessoas que têm dívidas com juros muito altos, como cartão de crédito e cheque especial, e não tem nenhum bem para se desfazer pode ser uma boa opção apelar para um empréstimo que, dependendo do modelo, pode cobrar juros mais baixos.

Opte pelo consignado, cujo o desconto é feito diretamente na folha de pagamento, ou negocie direto com o seu banco, que pode oferecer taxas mais amigáveis.

 

Faça uma simulação antes de contratar o serviço

Se você chegou à conclusão que o empréstimo é a melhor saída para sua situação não deixe de fazer uma simulação antes de contratar o serviço. Analise quanto tempo você precisará para pagar a quantia e não divida em mais vezes do que o necessário. Quanto maior o número de parcelas, maiores os juros que você terá que pagar. Não hesite em pesquisar e buscar as melhores taxas com diferentes bancos e instituições financeiras.

 

Evite tomar empréstimos com frequência

O empréstimo é uma alternativa para resolver um problema urgente. De forma alguma o serviço deve ser usado de forma recorrente, para complementar a renda da família. Faça um planejamento financeiro, prevendo economizar mesmo uma pequena parte do que você ganha para emergências. Quando você tem uma reserva, não precisa recorrer a alternativa de pegar dinheiro emprestado bancos e instituições financeiras, pagando juros muito mais altos.

 

Ter uma vida financeira saudável e organizada só depende de você. Não espere mais!

E você? Já colocou suas finanças em dia antes de verificar a necessidade de um empréstimo? Conte suas experiências.

]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *