Pesquisa: Como foi a queda na renda durante a quarentena do coronavírus?

avel-chuklanov-9OWS4lT5iqQ-unsplash

A quarentena devido ao novo coronavírus afetou não só nossa rotina de gastos, mas também de ganho. Pensando nisso o Guiabolso fez uma pesquisa com dados de 410 mil usuários e viu que 61% dos trabalhadores autônomos ou informais tiveram queda da renda nos 30 dias anteriores. A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 26 de abril.

Mesmo entre os CLTs, grupo com renda mais “estável”, o percentual de pessoas com redução também foi alto (54%). Isso mostra que muitas empresas já devem estar aplicando a Medida Provisória que permite a redução de salário e de jornada de trabalho. 

Entenda melhor sobre a Medida Provisória aqui: Medida Provisória permite suspender o contrato e diminuir o salário durante a quarentena

A pesquisa foi realizada com usuários que possuíam renda entre R$ 600 e R$ 15 mil. O tamanho da queda, em média, foi de 37% entre os PJs, autônomos e informais. Já entre os CLTS, a média foi de 31%.

Quando analisadas as faixas de redução, a maioria dos trabalhadores CLTs (22%) e PJs (19%)   sofreu uma diminuição de até 20% nos ganhos mensais. Já entre os autônomos ou informais, o impacto foi maior: tanto as faixas de redução entre 20% e 40% da renda e a de até 20% foram representativas, somando 17% das pessoas cada uma.

, O governo forneceu uma ajuda de R$ 600 mensais durante o estado de calamidade pública para autônomos e informais, o grupo que mais sofreu queda de renda. Ainda que tenha se adaptado  a novos modelos de negócio como vendas online, essa parcela da população teve queda da demanda no último mês. 

Leia mais:

Como vai funcionar o auxílio a autônomos e trabalhadores informais durante a pandemia de coronavírus

Para você entender melhor sobre a queda de renda, por faixa dos porcentuais de redução, fizemos alguns gráficos:

CLT:

PJ:

Autônomo ou informal:

A queda de renda não deve parar, pois mais empresas ainda podem aplicar o uso da Medida Provisória. Nos próximos meses, os gastos não essenciais podem ser cortados por conta da quarentena e o distanciamento social pode ficar ainda mais controlado. Ainda assim, é importante manter a calma no momento e ter uma organização financeira mais rigorosa nos próximos meses. 

Leia mais:

Como organizar sua vida financeira em tempos de crise?

7 dicas para economizar nas contas de casa durante a crise

Como economizar trabalhando em casa?

Aplicativos e sites que podem te ajudar a economizar no mercado

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *