Qual é a diferença entre títulos públicos e privados?

69580-qual-e-a-diferenca-entre-titulos-publicos-e-privados

banner-mktplacedireto-2
69580-qual-e-a-diferenca-entre-titulos-publicos-e-privadosA crise político-econômica pela qual estamos passando vem atingindo diversos setores da economia. No caso dos investimentos, ficou claro para todos que a caderneta de poupança não é uma boa escolha, pois o rendimento tem ficado abaixo da inflação. 
Outras aplicações na área de renda fixa, porém, são boas opções. É fundamental se informar sobre os diferentes tipos de investimentos e sanar todas as dúvidas sobre cada uma das opções, para assim escolher aquela que mais se adéqua ao seu perfil de investidor. Atualmente, um dos investimentos mais rentáveis e seguros são os títulos públicos e privados.
Mas, qual é a diferença entre títulos públicos e privados? Quais as vantagens de cada um deles? Como investir? Quer aprender sobre esse assunto? Então, continue a leitura desse artigo.

Títulos públicos e privados

Os títulos públicos são uma maneira que o Governo Federal encontrou para angariar recursos financeiros, com o objetivo de recuperar o déficit das contas públicas. Quando um investidor aplica nesse tipo de título, podemos dizer que ele está “emprestando” dinheiro para o governo brasileiro.
A maneira mais comum de se investir nesse tipo de título é comprando os títulos do Tesouro Direto. O Tesouro Direto é um programa em que as pessoas físicas podem comprar títulos públicos pela internet. O processo de operação da plataforma online é bem simples e de fácil utilização.
Se nos títulos públicos a pessoa empresta dinheiro para o governo, nos títulos privados a pessoa empresta dinheiro a instituições privadas. A diferença é bem simples mesmo e, caso você deseje adquirir um título privado, há uma diversa gama de opções.

Características

Títulos Públicos

Existem três tipos de remuneração em títulos públicos: Tesouro Pré-fixado, Tesouro IPCA+ e Tesouro Selic. Cada uma dessas opções apresenta variações quanto ao pagamento de juros. No pré-fixado, a remuneração ocorre no ato da compra; no IPCA+, é aplicada uma taxa de juros fixa, sendo conhecida no ato da compra, mais a variação da inflação (IPCA) no período; já no Tesouro Selic o investidor recebe diariamente a atualização da taxa básica de juros.

Títulos Privados

Optando por títulos privados de instituições bancárias existem vários títulos como CDB (Certificado de Depósito Bancário), LCI (Letra de Crédito Imobiliária), LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários), CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio), entre outras. Há a opção de comprar títulos privados de instituições não bancárias, em que os títulos são disponibilizados por meio de debêntures. Nesse caso, a compra se dá via corretora de valores pois são títulos negociados na Bolsa de Valores. 

Vantagens

O investimento em títulos públicos é conhecido por ser acessível e de baixo risco. O risco que você corre ao optar pelos títulos públicos é o Governo quebrar e não conseguir te pagar, o que, convenhamos, é bem difícil acontecer.
Nos títulos privados, o risco é parecido (risco de crédito). A diferença é que, em vez do Governo Federal quebrar, o risco do título é a instituição na qual você comprou o título (seja bancária ou não) falir. Por isso ser mais fácil de ocorrer, fala-se que títulos privados são mais arriscados que títulos públicos.
Mesmo que o banco declare falência, porém, no caso de títulos privados há um “seguro”. O FGC (Fundo Garantidor de Créditos) garante a devolução do dinheiro a cada investidor que tiver até R$ 250 mil aplicados. Dessa maneira, se uma instituição quebrar, você receberá seu dinheiro de volta, com os devidos rendimentos.
Selecionar uma das opções para investir é um passo importante que você dará para superar a crise. A dica que damos é: aposte em softwares online que possam te ajudar a atingir seus objetivos financeiros. Existem plataformas no mercado capazes de ajudar você a ter um controle financeiro pessoal mais apurado, utilizando planilhas de gastos e te mostrando opções de como se livrar das dívidas.
E aí, gostou do nosso artigo? Tem preferência por títulos públicos ou privados? Deixe seu comentário!
banner-mktplacedireto-1
Leia também:
– Compare 5 opções de empréstimo pessoal online
 As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro
 Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?
 Planilha de gastos mensais: como fazer?
]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *