Simulando sua aposentadoria! Como fazer isso?

03A41756

03A41756

A aposentadoria, para muitos, parece algo muito distante. Principalmente para os mais jovens, no entanto, preocupar-se agora com a renda que você terá após parar de trabalhar é fator fundamental para desfrutar de uma velhice tranquila. Para não ter surpresas desagradáveis nesta altura da vida, poupar é preciso.

 

Como faço para simular a minha aposentadoria?

Algumas coisas devem ser definidas e levados em consideração na hora que você decide realizar uma simulação da sua aposentadoria. Com que idade você pretende se aposentar? Quantos anos faltam para alcançar esta idade? Qual a renda que deseja ter nessa fase da vida? Qual é o valor que, hoje, você consegue guardar para este fim? É claro que quanto maior o tempo de contribuição e o valor poupado, maior será a renda que você irá receber no futuro.

Para manter o seu padrão de vida atual, tenha em mente que você precisará receber pelo menos o equivalente a 80% da renda que te sustenta atualmente. É claro que seus gastos, no futuro, serão diferentes, mas essa é uma boa base para simular o quanto precisa poupar e por quanto tempo.

Para ter mais segurança na hora de fazer sua simulação de aposentadoria uma dica é fazer uma lista com as despesas que você têm hoje e outra com as que terá na hora de se aposentar. Se por um lado atualmente você paga o colégio dos seus filhos, por exemplo, mais na frente terá gastos maiores com plano de saúde. Ao colocar todas as despesas no papel consegue ter uma noção mais clara dos dois cenários.

Como um exercício de exemplo, confira uma simulação de quanto você terá que poupar – e por quanto tempo – para receber uma renda bruta de R$ 2 mil ao se aposentar com 60 anos:

 

Aos 20 anos

Quem começa a poupar cedo, claro, já sai na vantagem quando o assunto é ter uma velhice segura financeiramente. Um jovem de 20 anos que pretende se aposentar em 40 anos (480 meses) precisa poupar por mês cerca de R$ 320 por mês para ter uma renda bruta vitalícia de R$ 2 mil. O valor da contribuição é uma média, mas pode ser aumentado gradativamente à medida que a pessoa for evoluindo profissionalmente.

Aos 30 anos

Para ter uma renda bruta de R$ 2 mil ao se aposentar com 60 anos (360 meses), uma pessoa de 30 anos precisa economizar, por mês, em torno de R$ 630. O valor parece alto, mas é preciso considerar que nesta fase da vida a pessoa já tem vida profissional consolidada, com um salário maior do que na faixa dos 20 anos.

Aos 40 anos

Começar uma previdência privada aos 40 anos é um exemplo do ditado “Antes tarde do que nunca”. Quem desejar ter uma renda bruta ao se aposentar com 60 anos tem que poupar, durante os 240 meses seguintes, em torno de R$ 1.350 para ganhar R$ 2 mil até o fim da vida.

Aos 50 anos

Quem começa a contribuir com 50 anos, tem que correr atrás do prejuízo. O valor, para se ter uma ideia, é quase 12 vezes maior do que se tivesse começado com 20. Em 10 anos você terá que poupar R$ 3.785 para a renda de R$ 2 mil.

 

Além disso, caso você queira usar uma ferramenta simuladora, o site do ministério da previdência social apresenta um portal que possibilita a simulação do valor da aposentadoria para trabalhadores da iniciativa privada. Para acessá-la, clique aqui.

O futuro começa já. Comece a poupar agora para ter uma aposentadoria tranquila.

]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *