Sobrou dinheiro na poupança! Como começar a investir com pouco?

diversifique-seus-investimentos-1
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-mktplacedireto-2-2.png

Com a chegada do novo coronavírus no Brasil, a maneira como se levava a vida mudou completamente. Desde as relações interpessoais como a nossa relação com o dinheiro. Muitas pessoas buscaram maneiras rápidas e simples de economizar – seja controlando as contas de casa durante o home office, como água e energia, ou não pedindo  tanto comida em aplicativos. Tudo isso resultou num aumento considerável no saldo da poupança.

Analisei as contas dos meus usuários e vi que o saldo (diferença entre quanto a pessoa depositou e quanto retirou) ficou em mais de R$ 5 mil em maio, pela primeira vez neste ano.

Mas agora que você já tem começado a poupar dinheiro, o que fazer? Separei dicas super fáceis para você começar a investir com pouco!

DICA 1 – Tenha uma reserva de emergência

Antes de pensar em investir o seu dinheiro em opções mais arriscadas e de longo prazo, comece a formar uma reserva de emergência. Ela existe para que você possa ter uma maior liberdade financeira caso aconteça algo e você precise de dinheiro. Assim, você foge  de modalidades de créditos que são mais caras, como cheque especial e cartão de crédito. 

O primeiro passo para começar a sua reserva é entender como sua saúde financeira se encontra nesse momento. O ideal é conseguir poupar cerca de 15% da sua renda mensal (se conseguir mais, melhor ainda) e ter de 6 a 12 meses dos seus gastos mensais investidos para sua reserva.

Mas se você não pode guardar 15% da sua renda, guarde o quanto você puder. No início, o importante não vai ser o valor, mas adquirir este hábito. Uma dica importante é lembrar que guardar dinheiro é como pagar a si mesmo e deve ser a primeira coisa a se fazer depois de receber o salário ou renda.

A gente fez um post só pra falar sobre reserva de emergência e dicas para te ajudar a construir a sua.

Dica 2 – Opte por investimentos de liquidez diária

Os investimentos de liquidez diária são aqueles que você pode resgatar a qualquer momento. Esses investimentos trazem mais tranquilidades em tempos de crise, porque você pode ter fácil acesso ao seu dinheiro, caso precise.

Normalmente, esses são os investimentos mais escolhidos na hora de decidir onde guardar sua reserva de emergência, como por exemplo:

Tesouro Selic

Este é um título público de renda fixa emitido pelo governo. Ele consiste em um empréstimo do seu dinheiro para o financiamento de áreas como saúde, educação e infraestrutura. Em troca, você recebe uma taxa de rentabilidade, que no caso é a própria taxa Selic anualizada (esta é a taxa básica de juros da economia definida pelo próprio governo).

O Tesouro Selic é ideal para compor sua reserva de emergência porque ele possui liquidez e rentabilidade diária. Ou seja, todos os dias os lucros estão disponíveis na sua conta e você pode sacá-los a qualquer momento.

Contas com rendimento

As contas com rendimento são aquelas opções digitais que acompanham ou a Selic ou o CDI. Elas possuem as características que uma reserva de emergência precisa: liquidez diária e rentabilidade corrigida também diariamente.

DICA 3 – Mas eu já tenho reserva de emergência, e agora?

Esse é o momento de começar a procurar investimentos que façam o seu dinheiro render da melhor maneira possível. Se essa é a sua primeira vez investindo, procure saber bem o que você está fazendo. 

A renda fixa tem remunerado cada vez menos e isso não é novidade para ninguém, com a Selic em 3% ao ano e indícios que vem mais cortes por aí. Mas há opções mais rentáveis que outras dentro desse universo. Investir em um CDB é emprestar dinheiro para uma instituição financeira e por isso, os bancos grandes tem menos chance de dar calote. 

Já os bancos médios têm oferecido uma maior rentabilidade em seus CDBs e a porcentagem veio subindo conforme a taxa básica de juros caia.

fonte: Valor Investe

fonte: Valor Investe

Mas vale lembrar que você não deve colocar seu dinheiro apenas em lugares que pagam mais, até porque, com a Selic baixa, a remuneração ainda vai ser baixa. Os CDBs normalmente têm vencimento acima de dois anos, o que significa que você não pode mexer nesse dinheiro até a data de vencimento. Procure diversificar!

Entenda mais:
Bancos médios ‘engordam’ retorno de CDBs com queda dos juros. Vale a pena?

No momento, você deve avaliar quando o tipo de investimento mais faz sentido para você. Por isso, pesquise bem antes de aplicar todo o seu dinheiro. Pode começar pesquisa, inclusive, entre os parceiros do aplicativo.

Leia mais:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-mktplacedireto-2-2.png

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *