Tentando cortar gastos? Os 6 erros que podem estar te atrapalhando

Flat 3d isometric mobile application, business analytics, finance

banner-GB Isometric illustration of business tools. EPS10 vector Sabe aquela sensação de ver seu salário chegar ao fim sem que você tenha conseguido pagar todas as contas? Saiba que é possível cortar gastos na sua própria casa, corrigindo erros que você e sua família podem estar cometendo, sem que percebam. Confira 6 erros que podem estar afetando a economia da sua casa e que podem ser corrigidos com atitudes simples:

1. Não fazer uma planilha de controle de gastos

Você sabe qual é o gasto mensal da sua casa? Se você não possui um controle rigoroso, não tem como saber em qual área está gastando desnecessariamente. A solução para isso está mais próxima do que parece. Com uma rápida busca na internet, é possível encontrar diversos modelos de planilhas financeiras, fáceis de usar e que permitem um ótimo acompanhamento das contas da casa. O importante é não deixar de incluir na planilha nenhum gasto realizado. Consultores financeiros dizem que até os centavos gastos na padaria devem ser contabilizados no documento, a fim de permitir um acompanhamento real das despesas do lar. Dessa forma, é possível saber exatamente onde está o excesso de gastos e onde será possível economizar.

2. Não dividir os gastos de acordo com os objetivos

Uma maneira eficiente de dividir os gastos familiares é a seguinte:
  • 50% da renda familiar deve ser utilizada para os gastos essenciais, tais como luz, condomínio, telefone, etc.;
  • 35% da renda deve ser empregada em atividades de lazer, saúde ou mesmo em bens necessários, como um carro novo, por exemplo;
  • 15% para ser aplicado em algum investimento. Porém, caso a família esteja com muitas dívidas, esse percentual deve ser utilizado para quitá-las.
Com esses números em mente, faça uma soma da renda da sua família e veja se os percentuais de gastos estão em conformidade com o que foi colocado acima. Se algum gasto está superando o percentual indicado, é hora de cortar o excesso.

3. Pagar contas mais caras do que deveria

Momentos de aperto financeiro são ótimas oportunidades para fazer uma revisão geral nas contas da casa. Você usa todos os recursos do provedor de internet que contratou? Assiste a todos os canais de TV a cabo que estão incluídos no seu pacote? Muitas vezes pagamos contas mais caras de produtos ou serviços que sequer utilizamos, por puro hábito. Se você assiste apenas dois ou três canais de seu pacote de TV, talvez seja vantajoso migrar para um pacote mais básico. Se você não costuma fazer muitos downloads e nem joga online, reduza seu plano de internet. Junte todas as contas que paga e veja onde pode fazer cortes.

4. Não trocar dívidas mais caras por outras mais baratas

Se você está com dívidas muito altas em produtos de crédito como cheque especial e cartão de crédito, saiba que essas são as formas de endividamento mais caras do mercado. Caso a sua dívida seja no cheque especial, por exemplo, você está pagando uma taxa de juros de cerca de 15% ao mês. Em algumas instituições financeiras, essa taxa pode chegar a mais de 400% ao ano. Neste caso, é mais válido contratar um empréstimo pessoal para cobrir o saldo e passar a pagar juros que variam entre 2% e 10%.

5. Fazer refeições na rua

Muitas vezes quem trabalha fora não tem a opção de almoçar em casa e, por isso, precisa fazer essas refeições na rua. Mas, se este é o seu caso, então é necessário rever as refeições. Considere ter alguns almoços e jantares em casa para conseguir cortar gastos. Isto pode poupar um bom dinheiro, trocando restaurantes por uma refeição caseira. E, além disso, ainda proporciona boas horas de convivência com a família. Uma opção é levar comida de casa se você ficar o dia todo fora. 

6. Acumular objetos que não são mais utilizados

CD’s, livros, revistas e até móveis antigos, que não são mais utilizados, podem render um bom dinheiro. Existem diversos brechós e sebos dispostos a comprar este tipo de material. Outro caminho pode ser buscar sites de venda na internet, como o Mercado Livre e a OLX, por exemplo. Assim, evite comprar objetos novos sem antes se livrar dos antigos. E aí, este conteúdo foi útil para te ajudar a cortar gastos? Então, compartilhe este texto com seus amigos nas redes sociais! banner-GB-2 Leia também: – Compare 5 opções de empréstimo pessoal online  As 4 melhores planilhas de gastos pessoais para o seu dinheiro  Planilha de gastos no Excel ou controle financeiro online?  Planilha de gastos mensais: como fazer?]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *