Topa juntar 100 mil reais em até 5 anos?

Quer participar do desafio de juntar 100 mil reais em 5 anos? A Carol Stange te dá todas as dicas para alcançar e chegar ao final dos 5 anos com 100 mil na conta.

GB_ImgGen_Emprestimo_Aqui

Por Carol Stange, especialista em finanças pessoais

Publicado em 01/06/2021

Espero que você tenha gostado do meu convite, pois mesmo que para alguns esse valor não seja tão expressivo, para uma boa maioria dos brasileiros, cem mil reais ainda é uma quantia considerável e que costuma ser o primeiro passo para realizar sonhos maiores, como a compra do tão desejado imóvel (ou boa parte dele), o primeiro carro zero quilômetro, começar a construção de uma carteira de investimentos pensando na renda passiva ou passar aquele ano sabático (por que não?) viajando pelo mundo. 

Existe alguma maneira de acelerar a conquista desse valor em até 5 anos? De verdade? Sim, vou te mostrar que é possível (porém não sem esforço). 

Mas antes de irmos para o passo a passo, eu preciso te fazer a pergunta mais relevante de todo esse processo: 

Para quê você quer ter 100 mil reais?

Eu sei que pode parecer estranho perguntar isso, mas o que te motiva a acumular esse valor? Você pode pensar: “Ué, Carol, preciso de um motivo? Querer dinheiro já não é motivo o bastante?” Não, querer não é o suficiente. Você precisa de uma motivação mensurável, relevante e altamente capaz de te impulsionar todos os dias rumo à realização do seu objetivo. Poupar por poupar, sem um motivo claro, definido e documentado será uma tarefa penosa e difícil. 

É por isso que eu peço que você dê uma pausa agora e pense um pouco mais sobre esse assunto. Em um papel ou documento digital, formalize seu porquê e estipule metas e prazos.

Exemplo 1: “acumular 100 mil reais para dar entrada em um apartamento de 150mts e 3 quartos na zona sul da cidade em setembro de 2026, poupando e investindo para isso R$1.600,00 por mês.”

Exemplo 2: “poupar R$1.600,00 por mês para deixar de presente para meu filho quando ele se formar. Esse dinheiro será relevante para seu início de vida profissional e é meu sonho poder ajudá-lo a caminhar na vida”. 

Lembre que estamos falando de 5 anos. Você precisa ter um bom motivo para manter a disciplina e motivação.

Primeiro, a estratégia

Nada de fórmula mágica, atalhos ou receita da Nasa. O simples funciona! Minha estratégia se resume a quatro passos que, apesar de conhecidos, nem sempre são considerados nas finanças pessoais. 

Chegou o momento de falarmos sobre trabalho, poupança, renda extra e investimentos certos.

Passo 1: Trabalhe melhor, não mais.

Se eu tivesse aprendido, no meu início de vida profissional, que alcançar o primeiro milhão não era questão de trabalhar mais do que os outros, e sim, de trabalhar melhor, eu teria acelerado muito o meu crescimento profissional (além de evitar um tanto de frustração e desgaste físico). 

Eu acreditava que a chave para ser muito rico nessa vida era começar a trabalhar muito jovem, chegando antes e indo embora muito depois de todos. Péssimo pensamento. A verdade é que a relação entre trabalho e dinheiro nunca foi linear, e olha só: trabalhar muito desgasta, nos deixa mais longe da família, do lazer, da saúde. Aprendi somente chegando aos 30 anos, que ficar rico não depende do QUANTO trabalhamos, mas sim, de COMO trabalhamos. Inteligência emocional, capacitação e atualização constantes são muito mais relevantes do que a quantidade de horas trabalhadas. Hoje eu sei que a expressão “se matar de trabalhar” existe porque faz sentido.

Passo 2: Conheça a sua real capacidade de poupança

Poder poupar R$500,00 por mês é bom, muito bom ou terrivelmente pouco? Isso eu só poderia te dizer se fosse sua mentora financeira, mas fazendo uma conta rápida, R$500,00 por mês não é o suficiente para juntar 100 mil reais em até 5 anos. 

Qual a saída? É preciso impulsionar a capacidade de poupança, e nesse caso, o valor mensal deve girar em torno de R$1.600,00 mensais ou R$19.200,00 por ano. 

Pensando nas despesas do dia a dia, vale olhar com lupa as assinaturas de pacotes de internet, tv a cabo, telefonia móvel, aplicativos e eliminar algumas despesas desnecessárias ou não essenciais. Toda sobra de caixa é relevante e essa também é uma boa oportunidade de rever prioridades e padrões de consumo. Tenha calma, pois nem toda redução de despesa é eterna e você tem um objetivo nobre pela frente. 

Passo 3: Renda extra

Algumas pessoas cozinham muito bem e podem fazer doces, salgados ou bolos por encomenda, por exemplo. Outras, são ótimas professoras, redatores, designers, programadores, organizadoras de eventos… Para todo tipo de talento e perfil, há opções para incremento de renda. O ponto de atenção aqui é não confundir renda extra com projetos de empreendedorismo, onde há demanda de estudos de mercado mais estruturados, custos fixos e capital de giro, para dizer o mínimo. 

Renda extra é uma renda alternativa que aproveita o que a pessoa tem disponível de forma imediata e com o menor custo possível, por isso seu foco será sempre na comercialização de conhecimentos, habilidades e tempo. 

E assim chegamos ao último passo da estratégia rumo aos 100 mil em até 5 anos: fazer os investimentos certos.

Passo 4: Investindo certo

Investir certo não é escolher o investimento mais rentável. É optar por escolher o investimento que reflita perfeitamente o seu perfil de investidor (que pode ser, basicamente, conservador, moderado ou arrojado), seu potencial de poupança e o prazo para resgate. Saiba que os investimentos certos é que devem “servir como uma luva” na sua vida financeira, e não o contrário. 

As opções de renda fixa e renda variável são muitas e esse é o tipo de conhecimento pelo qual você jamais se arrependerá de conquistar. 

Hora da verdade 

É possível, sim, acumular o montante de 100 mil reais em até 5 anos usando uma estratégia que, apesar de simples e contar com apenas quatro passos, envolve muito trabalho e os investimentos certos. 

Lembre que a construção do seu patrimônio começa, justamente, no estabelecimento de objetivos e na compreensão de que aumentar a sua receita é bem importante – e contribui mais para a concretização do seu objetivo -, do que apenas cortar as despesas.

Não deixe de comentar e de compartilhar esse conteúdo com o máximo de pessoas, ok? Um beijo e nos vemos no próximo conteúdo sobre finanças pessoais e investimentos. Até mais!

Baixe o app e conecte suas contas pra acompanhar suas finanças automaticamente e tomar as melhores decisões na palma da mão!

Baixar app Guiabolso

Leia mais

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *