Veja as 5 melhores dicas financeiras para quem quer uma vida tranquila

dicas financeiras

Controlar o orçamento pode parecer uma tarefa difícil à primeira vista. Entretanto, seguindo algumas dicas financeiras básicas, é possível manter suas contas sob controle sem grandes sacríficos.

Separamos aqui cinco boas dicas financeiras para quem quer levar uma vida mais tranquila. Que tal tentar colocar o máximo delas em prática?

1. Se é para ter dívidas, que sejam baratas!

Memorize a seguinte frase: pagar juros é o mesmo que jogar dinheiro fora. Com isso em mente, a segunda das nossas dicas financeiras é substituir todas as dívidas de juros altos, como cartão de crédito e cheque especial, por outras mais baratas, como o crédito consignado e os empréstimos que têm bens como garantia (imóvel ou veículo).

Outra opção é pedir dinheiro emprestado para um amigo ou familiar para pagar a dívida à vista e, então, negociar o pagamento para a pessoa com juros e prazos mais favoráveis do que os do mercado.

Leia mais: Empréstimo pessoal: Vale a pena contratar em financeiras?

 

2. Construa uma reserva de emergência (é sério!)

Esta dica é a regra de ouro para manter as finanças saudáveis. Apesar de ser uma velha conhecida dos guias de dicas financeiras, muitas pessoas acabam subestimando a importância de possuir uma reserva de emergência.

O ideal é formar um colchão financeiro de três a seis salários para conseguir se proteger dos imprevistos da vida. Se você for adepto da regra dos 50-15-35, deve separar 15% da sua renda mensal para as prioridades financeiras. A primeira delas é quitar eventuais dívidas e a segunda, formar essa reserva de emergência.

Guardando 15% por mês, você alcançará três salários em menos de dois anos.

Leia mais: O que considerar ao criar sua reserva financeira?

 

3. Invista assim que possível

Outro conselho financeiro bastante conhecido, mas muito importante é: “dinheiro parado é dinheiro perdido”. Ou seja, de nada adiantar ter dinheiro guardado em baixo do colchão ou somente na poupança, que rende pouco.

Depois de construir sua reserva de emergência, nossa dica financeira é diversificar seus investimentos para além da poupança e procurar produtos financeiros que compensem, no mínimo, a inflação.

Na hora de diversificar, uma boa pedida é começar pela renda fixa (títulos públicos, LCIs e LCAs) e depois começar a flertar com a renda variável em fundos de investimento.

Leia mais: Como investir pouco dinheiro?

Leia também: Como investir dinheiro além da poupança?

4. Mantenha as contas organizadas

Um planejamento financeiro desorganizado é chance certa de gastar mais do que deveria. E não existe mais desculpa para não manter as finanças em ordem por falta de tempo e paciência. O GuiaBolso.com é uma ferramenta de controle financeiro automática e gratuita, que organiza todas as suas contas em menos de dois minutos.

Mas se você tem disciplina para guardar todos os recibos do cartão e anotar diariamente seus gastos, você pode optar por manter uma planilha de gastos. Existem diversos modelos gratuitos disponíveis.

Leia mais: Planilha para controle de gastos pessoais: qual a ideal para você?
Leia também: Planilha de controle financeiro pessoal: 5 modelos para você escolher

5. Gaste dinheiro com o que te faz feliz

De nada adianta seguir as melhores dicas financeiras, economizar e acumular dinheiro, se você não souber gastá-lo nos momentos certos. Você pode (e deve) separar uma quantia mensal para ir ao cinema, comprar música ou sair com os amigos.

A regra dos 50-15-35 também te ajuda nisso, ao recomendar que você separe 35% da sua renda com despesas relacionadas a seu estilo de vida (academia, salão de beleza, bares e restaurantes). É você quem sabe, melhor que ninguém, o que traz mais retorno e sentido para a sua vida.

 ]]>

Deixe seu comentário aqui

Seu enderço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *